Rádio JOVEM PAN

104.1. Jovem Pan Manaus

Ouvir

Cientista político alerta: “Lula está ganhando a guerra contra Moro e a Justiça”

por Jovem Pan, . - Atualizado em

Apesar da pesquisa, Fernando Schüler acredita que muita coisa pode mudar até 2018

Apesar da pesquisa, Fernando Schüler acredita que muita coisa pode mudar até 2018

Fonte: Reprodução

Mesmo com crise, denúncias de corrupção e um desgaste midiático enorme, Luiz Inácio Lula da Silva aparece como grande favorito para as Eleições 2018, em pesquisa divulgada pela Confederação Nacional do Transporte na última quarta-feira. Ao Morning Show desta quinta-feira (16), o cientista político Fernando Schüler alertou que o petista está vencendo a guerra que trava contra a Justiça brasileira e Sérgio Moro.

Segundo os dados levantados pela pesquisa, Lula lidera as intenções de voto com 30,5 %, seguido por Marina Silva (11,8 %) e surpreendentes 11,3% de Jair Bolsonaro. Ironicamente, Schüler definiu o ex-presidente como um “fenômeno” por continuar com moral entre a população brasileira.

“Parece que nada atinge o Lula. Qualquer político com cinco processos em andamento e com o desgaste do PT, hoje teria entre 4 e 5%. Ele é um fenômeno”, disse em tom de ironia. Para ele, a ideia de que o petista representa a ascensão social que a população passou no início dos anos 2000 faz com que ele esteja bem nas pesquisas.

“Especialmente no Nordeste, o período Lula representa uma ascensão enorme. Ele soube se apropriar desse fenômeno. Este é um fato importante. Num período de crise, a figura dele com certeza chamará a atenção”, disse.

O cientista político ainda chamou a atenção pelo fato de Lula estar travando uma verdadeira guerra contra Sérgio Moro, Lava Jato e a Justiça do país. Sem ser atingido por prisões e ainda ganhar apoio fora do país, o líder do PT dá indícios de estar conseguindo atingir o seu objetivo: permanecer em liberdade.

“Acho que o Lula vem fazendo a guerra contra a Justiça e contra o Moro e vem ganhando. As prisões preventivas que aconteceram não foram aplicadas ao Lula. A Justiça o trata de uma forma diferente da média que está em Curitiba”, ressaltou.

Contudo, Schüler acredita que muita coisa pode mudar nesse espaço de tempo que falta para acontecerem as eleições para presidência do Brasil e que Lula pode acabar nem sendo o candidato do PT quando chegar a hora.

“Tem muita água para passar embaixo da ponte. Tem um quadro de melhora econômica e podem me cobrar, não sei se o Lula será candidato a presidente”, completou.

Tags da Pan

Comentários